O tumor odontogênico adenomatoide representa 3% a 7% de todos os tumores odontogênicos. Apesar de, antigamente, a lesão    ter sido considerada como uma variante do ameloblastoma, sendo designada como “adenoameloblastoma”, suas características clínicas e comportamento biológico indicam que ela é uma entidade à parte.

CARACTERÍSTICAS CLÍNICAS E RADIOGRÁFICAS

Os tumores odontogênicos adenomatoides são, em grande parte, limitados aos pacientes jovens. Há considerável evidência da ocorrência nas regiões anteriores dos ossos gnáticos, sendo encontrado duas vezes mais na maxila do que na mandíbula. As mulheres são afetadas cerca de duas vezes mais do que os homens.

A maioria dos tumores odontogênicos adenomatoides são relativamente pequenos. Eles raramente excedem 3cm em seu maior diâmetro. Elas normalmente aparecem como pequenos aumentos de volume sésseis na gengiva vestibular da maxila.

Os tumores odontogênicos adenomatoides frequentemente são assintomáticos.

Lesão radiolúcida circunscrita, unilocular, que envolve a coroa de um dente não erupcionado, mais frequentemente o canino. A imagem radiolúcida associada ao tipo folicular do tumor odontogênico adenomatoide às vezes se estende apicalmente ao longo da raiz, passando da junção amelocementária. Essa característica pode ser útil para distinguí-lo do cisto dentígero.

Ela contém calcificações delicadas (em flocos de neve).

CARACTERÍSTICAS HISTOPATOLÓGICAS

Envolvida por uma espessa cápsula fibrosa. 

Microscopicamente, o tumor é composto por células epiteliais fusiformes que formam lençóis, cordões ou aumentos de volume espiralados de células em um estroma fibroso escasso. 

As estruturas tubulares ou semelhantes a ducto, que são o aspecto característico do tumor odontogênico adenomatoide, podem ser proeminentes, escassas ou até mesmo ausentes em uma determinada lesão. Elas consistem em um espaço central delimitado por uma camada de células epiteliais colunares ou cúbicas. Os núcleos dessas células tendem a ser polarizados em direção oposta ao espaço central. 

Pequenos focos de calcificação também podem estar dispersos por todo o tumor. 

TRATAMENTO E PROGNÓSTICO

 

 

O tumor odontogênico adenomatoide é completamente benigno; devido à presença de sua cápsula, ele pode ser facilmente enucleado do osso. A recidiva após enucleação, se ocorrer, é muito rara.


Referências Bibliográfica

NEVILLE, B.W.;ALLEN,C.M.; DAMM,D.D.;et al. Patologia: Oral & Maxilofacial. 3ª Rio de Janeiro: Saunders Elservier