Novidades



Infarto Agudo do Miocárdio

Em ambas as situações e inclusiva na anterior, está ocorrendo um déficit entre a oferta e demanda de oxigênio pela célula cardíaca. O músculo cardíaco em anóxia, passa a sofrer injúria e a célula morre, caracterizando o IAM. 50% das pessoas que sofrem infarto, morrem na primeira hora ou nas primeiras quatro horas pela falta


Crise Hipertensiva

Periodonto de Proteção Gengiva Livre; Gengiva Inserida; Gengiva Interdental; Mucosa Alveolar; Periodonto de Suporte/Sustentação Cemento Radicular; Ligamento Periodontal; Osso Alveolar; Periodonto de Proteção É a parte da mucosa oral mastigatória que recobre os processos alveolares dos maxilares e circunda o colo do dente. É formado por epitélio pavimentoso estratificado paraqueratinizado e divide-se em: Epitélio Oral;


Choque Insulínico

Situação em que há uma diminuição abrupta de rápida glicemia em pacientes diabéticos insulino dependentes. Quadro Clínico Pulso rápido e fino; Respiração normal; Pele fria, pálida e sudorética; Confuso ou inconsciente; Instalação rápida do quadro; Histórico de diabetes e uso de insulina; Tratamento Decúbito dorsal; Manter a via aérea permeável; Lateralizar em caso de vômito;


Hipoglicemia

Situação clínica onde os níveis de glicose no sangue ficam abaixo de 40mg %. Quando Clínico Tontura ou inconsciência; Pele fria, pálida e sudorética; Tremores ou abalos musculares; Náuseas e/ ou vômitos; História de jejum prolongado ou uso de insulina; Tratamento Manter o paciente em posição confortável ou decúbito dorsal; Manter permeabilidade das vias aéreas;


Crise Convulsiva

Apesar de dramática, é uma das situações mais fácies de serem abordadas e tratadas no ambiente pré-hospitalar. A crise mais comum é a tônico clônica, ou seja perda de consciência com abalos musculares. Quadro Clínico: Inconsciência Abalos musculares Secreção oral (espumosa) Tratamento Lateralizar o paciente Proteger a cabeça contra choques no solo Manter vias aéreas


Tonturas e Desmaios

Com exceção da crise convulsiva e do AVC, as tonturas e desmaios se fazem pela diminuição temporária e reversível da perfusão encefálica, portanto, pela hipóxia cerebral. Quedas da pressão arterial por várias causas, mudanças posturais bruscas ou ação de medicamentos e do sistema nervoso autônomo podem levar o paciente até a inconsciência. Quadro Clínico: (Mais


Hemograma

O hemograma é uma das análises de sangue mais úteis e mais solicitadas na prática médica e Odontológica. No nosso sangue circulam três tipos básicos de células, todas produzidas na medula óssea. São estas células que estudamos através do hemograma: – Hemácias (glóbulos vermelhos). – Leucócitos (glóbulos brancos). – Plaquetas. Os atuais valores de referência


Avaliação Física e Psicológica

Antes da administração de anestésicos locais, o profissional deve determinar o risco relativo apresentado pelo paciente. A maioria das reações indesejáveis aos anestésicos locais não é produzida pelas próprias drogas, mas como uma resposta ao ato de administração da droga. Essas reações são de natureza psicogênica e tem o potencial de serem letais. Exame Clínico


Profilaxia Antibíotica

Profilaxia Padrão: Agente: Amoxicilina Regime: Adulto – 2.0g, Crianças – 50mg/kg (via oral 1h antes do procedimento) Paciente Intolerantes à medicação oral: Agente: Ampicilina Regime: Adulto – 2.0g, Crinças – 50mg/kg (IM ou EV 30 minutos, antes do procedimento) Paciente alérgico a penicilina: Agente: Clindamicina Regime: Adulto – 600mg, Crianças: 50mg/kg (via oral 1h antes


Introdução ao estudo da Oclusão

Oclusão é o ramo da odontologia que trata as relações de mordida entre a arcada dentária superior com a inferior e suas implicações em estruturas anexas (dentes, gengiva, ossos, músculos, ligamentos, ATM) “Qualquer movimento mandibular, em que os dentes fiquem em contato, corresponde a uma relação oclusal, motivo pelo qual deve ser analisada dinamicamente, considerando


Hiperventilação

É um quadro comum, ligado à ansiedade. O paciente passa a respirar superficialmente, porém rápido, fazendo uma diminuição de taxa de CO2 no sangue, oxigenando mal os tecidos e apresentando tontura. É importante que o médico ou dentista esteja sempre monitorando o seu paciente. Portanto, ao perceber ritmo ventilatório acima do normal (12 a 20


Crise Asmática

A asma é uma doença responsiva a vários fatores das vias respiratórias, cursando com dispnéia, hipersecreção, brônquica, chiado (gatinho, pianço etc), tosse. A principal queixa do paciente é a sensação de falta de ar. Tratamento: Manter vias aéreas permeáveis; Ministrar oxigênio 12 – 15 litros / minutos; Ministrar aminofilina EV lentamente (1 ml por minuto);


Gestantes

É comum a hipotensão postural da gravidez, ou seja, paciente em decúbito dorsal, principalmente no terceiro trimestre, pela compressão da veia cava inferior pelo útero. Nesses casos basta colocá-la em decúbito esquerdo que a pressão arterial se recompõe. Aliás, é recomendável sempre atender a paciente gestante, levemente virada para a esquerda. Referencia Bibliográfica:


Crise Hipotensivas

Existem pacientes que, com ou sem motivo aparente desenvolvem uma hipotensão, cursando com tontura, palidez, podendo ainda ter náusea e vômito. A principal repercussão da hipotensão é a diminuição de perfusão cerebral, portanto, a conduta é: Manter vias aéreas permeáveis; Verificar a P.A; Colocar o paciente em decúbito dorsal; Ministrar oxigênio 12 a 15 litros