O uso de flúor é muito importante para a saúde bucal de seus filhos.

Benefícios:

  1.  Redução da doença cárie;
  2. Tratamento de lesões de cárie iniciais (Manchas brancas), e reposição das perdas minerais;
  3. Dentes mais resistentes ao ataque de ácidos produzidos pelas bactérias

O flúor é encontrado em:

  1. Pasta dental fluoretada;
  2. Água de abastecimento;
  3. Algumas águas minerais;
  4. Medicamentos;
  5. Enxaguatórios fluoretados;
  6. Em forma de verniz, gel ou musse, para aplicações feitas pelos dentistas, pois contêm flúor em alta concentração.

Recomendações na primeira infância ao uso de pasta dental fluoretada:

  • Os pais ou responsáveis devem higienizar e supervisionar a escovação, sendo de preferência a eles o encarregados de colocar a pasta dental fluoretada na escova da criança;
  • Utilizar escovas para "bebês" ou adaptadas para crianças com menos de 3 anos de idade, evitando assim o excesso de pasta dental fluoretada.
  • Uma vez ao dia, utilizar pequena quantidade de pasta dental fluoretada na hifienização (equivalente a um grão de ervilha ou 1/3 das cerdas da escova), de preferência antes de dormir, após a última refeição. As outras escovações durante o dia, após refeições, a mãe deverá utilizar pasta dental sem flúor ou escovar sem pasta dental;
  • Utilizar pastas dentais infantis, com concentração de 1.000 a 1.100 ppm de flúor e nunca usar outras com maior concentração;
  • Nunca deixe as pastas dentais ao alcance das crianças;
  • A indicação quanto ao uso de pasta dental fluoretada deve ser feita pelo odontopediatra, pois depende do "risco de cárie" de cada criança;

Fluorose Dental

 

 

  • Defeitos ou manchas nos dentes permanentes, causados pela ingestação em excesso de flúor em altas concentrações, por longo período durante a formação dos dentes.
  • Não deixe que seu bebê engula pasta dental fluoretada ou utilize suplementos fluoretados desnecessariamente;

Caso o bebê coma um tubo interior de pasta dental:

  1. Force o vômito;
  2. Dê um copo de leite;
  3. Ligue imediatamente para o pediatra;
  4. Vá diretamente ao hospital, se seu filho tiver menos de 10Kg