Articulações

Conexões entre partes rígidas do esqueletos

  1. Ossos;

  2. Cartilagens;

Tipos de articulações

- Fibrosas: Suturas; Gonfose;
- Cartilaginosas: Sincontrose - Cartilagem hialina; Sínfise - fibrocartilagem;
- Sinoviais: Maior amplitude de movimentos; Líquido sinovial;

Aspectos gerais

  1. Sinovial, biaxial e complexa

  2. Diferente das outras articulações: Não são revestidas por cartilagem hialina, mas por tecido fibroso não vascular

  3. Rotação

  4. Translação

Articulação Temporomandibular

É considerada a articulação mais complexa do corpo humano: Articulações de ambos os lados funcionam simultaneamente; Influenciada pela oclusão;

Função da ATM

Funcionalmente, a ATM permite que a mandíbula seja capaz de realizar movimentos de abertura e fechamento, além de movimentos de protusão, retrusão, lateralidade e combinações de todos esses.

Para efetuar essa dinâmica, o côndilo realiza movimentos de rotação e translação graças a presença de músculos e ligamentos associados às estruturas ósseas e fibrosas.

Desenvolvimento embrionário da ATM

6ª Semana embrionária

Diferenciação do mesênquima vizinho à cartilagem de Meckel: Músculos Pterigoideos laterais e mediais; Primórdio articular;

Embriogênese

 

 

ATM se desenvolve tardiamente na vida embrionária: 7 semanas VIU - Mandíbula e osso temporal ainda não apresentam contato articular.

Cavidade articular: 3º mês de vida intrauterina;

Disco articular: Final do período embrionário; A partir do pterigóide e do mesênquima do primeiro arco faríngeo.

Mesênquima > Cartilagem > Osso

Desenvolvimento das ATMS

  • Ramo e corpo mandibular formam ângulo de 130º

  • Superfícies articulares do recém nascido são planas: Eminência e fossa articular não estão bem diferenciadas.

  • Desenvolvimento depende da função muscular

  • O desenvolvimento das ATMs termina por volta dos 20 anos de idade.

  • Mudanças adaptativas em resposta as modificações funcionais no tecidos circundantes.

  • Avanço da idade: Diminuição da atividade muscular;

  • Perda progressiva dos dentes: Modificações da oclusão;

Componentes da ATM

  1. Superfícies articulares: Côndilo mandibular; Fossa mandibular do osso temporal

  2. Disco articular

  3. Meios de união: Cápsula articular; Ligamentos;

Mandíbula

  1. Osso ímpar e móvel

  2. Situado na parte inferior e posterior da face

  3. Articula-se nas extremidades caudais com os ossos temporais através do processo condilar.

Côndilo Mandibular

  • Saliência elipsóide situada no ângulo póstero-superior do ramo da mandíbula: Porção mais superior e posterior do ramo ascendente da mandíbula; Osso esponjoso recoberto por osso compacto

  • Une-se ao ramo mandibular por porção estreitada denominada colo.

  • Fóvea pterigoídea: Pterigoidea lateral: Feixe inferior; Feixe Superior;

  • Forma do colo e côndilo: Indivíduo; Idade; Tipologia facial; Relação maxilomandibular;

  • Diâmetro transversal maior que o anteroposterior

  • Osso esponjoso: Osso compacto; Fibrocartilagem;

Osso Temporal

  • Implantado nas paredes laterais da cabeça

  • Aloja os órgãos da audição e o nervo facial

  • Articula-se com os côndilos mandibulares através da fossa articular

  • Fossa articular do osso temporal

Cavidade / Fossa Glenóde

- Mesma composição estrutural óssea do côndilo
- Tecido fibrocartilaginoso avascular e não inervado.

Fissura petrotimpânica

 

 

Divide a fossa mandibular em duas zonas:

  1. Zona anterior: articular;

  2. Zona posterior: parede anterior do meato acústico externo; Comunicação com o ouvido; Ligamento anterior com o martelo

Cartilagem articular

  • Poucas células cartilaginosas; sem inervação ou vascularização; Não é afetado por processos cicatriciais ou inflamatórios; Nutrição pelo líquido sinovialTecido fibroso:

  • Vertente posterior da eminência articular

  • Face articular do côndilo mandibular

  • Amortecer as pressões e distribuí-la pelas superfícies ósseas articulares

Disco Articular

 

 

  • Avascular; Não inervado;Tecido conjuntivo fibroso:

  • Bordas anterior e posterior mais volumosas; Porção intermediária mais fina; Diâmetro transverso maior do que anteroposterior;Bicôncavo:

  • Cavidade supradical ou temporodiscal; Cavidade infradiscal ou discomandibularDivide a articulação em duas cavidade:

  • Feixe superior; Porção anterior do discoMúsculo Pterigoideo Lateral:

  • Zona Bilaminar: Porção posterior do disco

Funções do disco

- Amortecedor: Divide as pressões sofridas; Resistência viscoelástica
- Estabilizador: Divide as forças de fricção; Avanço do côndilo contra a eminência articular
- Protetor: Controla o recuo, ascensão e posicionamento da cabeça condilar

Zona Bilaminar

- Região retrodiscal: Tecido conjuntivo frouxo altamente vascularizado

Limites

  1. Parte superior: Lâmina de fibras elásticas que une o disco à parede timpanica da fossa mandibular;

  2. Parte inferior: Lâmina de fibras colágenas unem o disco ao condilo